‘Suits’ arruinou seu melhor personagem nesta cena Absoluciojona Noticias

A grande imagem

  • A rápida promoção de Donna Paulsen de secretária a COO em Se adequa parecia forçado e irrealista.
  • A rápida elevação do arco da personagem de Donna negligenciou a oportunidade de mostrar sua superação de obstáculos.
  • A rápida promoção de Donna diminuiu suas habilidades excepcionais como secretária jurídica e minou a essência de seu caráter.

Em uma série de televisão, o desenvolvimento do personagem costuma ser um equilíbrio delicado entre consistência e evolução. É uma linha tênue a ser trilhada e, às vezes, um único passo em falso pode significar um desastre até mesmo para os personagens mais queridos. Em diferentes gêneros, decisões criativas controversas em torno do desenvolvimento de personagens geraram debate entre os fãs. Por exemplo, Skyler White (Anna Gunn) de Liberando o mal foi criticada por seu desenvolvimento drástico, desde se tornar a bússola moral da série até se envolver no império das drogas de Walt. A Guerra dos Tronos‘ favorito dos fãs, Jon Snow (Kit Harington) passou de um guerreiro cuja lealdade era proteger seu povo, para um romântico disposto a fazer qualquer coisa por sua namorada, provocando duras críticas. Em Se adequa, A ascensão meteórica de Donna Paulsen de secretária a sócia sênior e a diretora de operações (COO) em tempo recorde destaca-se como um exemplo de como mesmo as melhores intenções podem prejudicar a integridade de um personagem.

Pôster do programa de TV de ternos

Se adequa

Fugindo de um negócio de drogas que deu errado, o brilhante Mike Ross, que abandonou a faculdade, acaba trabalhando com Harvey Specter, um dos melhores advogados da cidade de Nova York.

Data de lançamento
23 de junho de 2011

O Criador
Aaron Korsh

Gênero Principal
Drama

Avaliação
TV-14

Temporadas
9


Donna é uma das melhores personagens de ‘Suits’

Um dos atributos que faz Donna (Sarah Rafferty) sem dúvida o melhor personagem de Se adequa é como ela mostra perfeitamente sua inteligência e atrevimento por meio das muitas interações que tem com outros personagens como secretária corporativa. Na função, vemos como ela interage com os funcionários da empresa, independentemente de sua posição na hierarquia. É um papel que a define, e a frase “Donna sabe” exemplifica seu status onisciente na empresa. Quando ela rapidamente se torna Diretora de Operações (COO), é uma mudança confusa que nos deixa questionando a autenticidade de seu arco de personagem. Embora seja natural que os personagens evoluam e cresçam, esse salto repentino pareceu forçado e irrealista.

São as habilidades excepcionais de Donna como secretária jurídica, sua habilidade de ler as pessoas e seu apoio à equipe que fazem dela uma personagem tão marcante, e transformá-la em COO parece uma jogada forçada. Seu novo papel a distancia das interações que costumavam fazer sua personagem prosperar. Sua história teria sido mais convincente se tivesse focado em seu crescimento de forma orgânica, o que teria proporcionado melhores interações com outros personagens, em vez de uma rápida promoção ao topo.

Donna passa de secretária a COO em ‘Suits’

Para recapitular, no episódio em que Donna se torna COO, ela pergunta ao seu interesse amoroso e chefe, Harvey Specter (Gabriel Poder), para promoção a Sócio Sênior do escritório de advocacia. Harvey está hesitante, já que ela nem é advogada, mas promete considerar seu pedido depois de expor seu caso sobre os sacrifícios que fez por Harvey e pela empresa. Com o passar do dia e nenhuma resposta de Harvey, ela fica nervosa e estende a mão para Gretchen (Aloma Wright). Gretchen diz a ela que ela deveria ter demonstrado seu comprometimento entregando um cheque a Harvey, que é um requisito para se tornar Sócio Sênior.

Mais tarde, descobrimos que ela deu a Harvey o cheque de sua conversa com o insensível Louis Litt (Rick Hoffman), onde ela pede que ele ceda o controle dos associados. Isso enfurece Louis, que acaba de saber da promoção, o que o leva a protestar. Harvey fica sabendo da discussão e defende Donna, dizendo que é ele quem toma as decisões na empresa depois de Jessica (Gina Torres) partida. Eles saem de cena com Louis aceitando a decisão de Harvey de promover Donna a Sócia Sênior.

Relacionado

A grande revisão do elenco de ‘Suits’ não prejudicou realmente a série

Perder três de seus personagens principais poderia ter condenado ‘Suits’, mas, felizmente, esses recém-chegados revigoraram o show.

No entanto, quando Katrina (Amanda Schul), que voltou à empresa na esperança de se tornar sócio sênior, diz a Harvey que a promoção de Donna tira o brilho do cargo, Harvey rescinde a promoção. Quando ele informa Donna sobre sua decisão, ela pede o cargo de COO. Ela defende seu caso, Harvey finalmente concorda e, em questão de horas, Donna passa de secretária a sócia sênior e a COO. Embora Se adequa permanece cativante pelo resto de sua temporada, esta cena em particular prejudicou o desenvolvimento orgânico de um dos melhores personagens da série.

O arco do personagem de Donna em ‘Suits’ não faz sentido

Harvey Specter (Gabriel Macht) e Donna Paulsen (Sarah Rafferty) juntos e sorrindo no final da série,
Imagem via rede dos EUA

As jornadas dos personagens são frequentemente marcadas por desafios e lutas que moldam seu crescimento, e esses arcos de redenção os tornam queridos pelos espectadores. O impulso ascendente de Donna para COO é desprovido dessas provações. Apesar de já trabalhar há muito tempo no escritório e de sua contribuição inegável, sua rápida ascensão negligencia a oportunidade de mostrar sua superação de obstáculos, o que faria seu arco de personagem fazer mais sentido. Essa omissão tornou difícil para os espectadores aceitarem esse movimento no desenvolvimento de sua personagem. Além disso, em sua função de COO, A habilidade excepcional de Donna como secretária jurídica incomparável é diminuída. Ela perde algumas das características que a tornaram tão adorada, para começar. Mesmo quando ela retorna um pouco à velha Donna, não é tão satisfatório ver como quando ela estava subindo na hierarquia como uma azarão antes de sua promoção acelerada.

A promoção de Donna também custa seus relacionamentos autênticos e não oferece nada de novo que a desafie. Imediatamente após receber a promessa do Sócio Sênior, ela confronta Louis, dizendo-lhe que, como seu igual, ele não pode mais intimidá-la. Em vez de vê-la enfrentando uma competição digna, é Harvey quem vem em seu socorro. Como COO, ela não enfrenta nenhum desafio significativo para se testar. Você esperaria que, com tal promoção, os desafios de sua personagem aumentassem com sua nova responsabilidade. Isso não aconteceu, fazendo com que o arco de sua personagem caísse. Embora não seja incomum ver personagens queridos na televisão passarem por mudanças que melhoram seus arcos ou os deixam manchados, a rápida promoção de Donna Paulsen de secretária a COO, infelizmente, cai na última categoria. É uma história que demonstra como mesmo as melhores intenções podem levar ao descarrilamento da jornada de um personagem.

Se adequa não está sozinho neste aspecto. Programas icônicos como Amigos experimentou armadilhas semelhantes ao introduzir histórias divisivas para personagens amados. O infame arco romântico entre Rachel e Joey mostra como até mesmo os programas de maior sucesso podem vacilar ao empurrar os personagens para cenários inventados. Da mesma forma, a elevação abrupta de Donna Paulsen a COO dentro Se adequa é um lembrete de que o desenvolvimento do personagem é uma arte delicada. Embora a intenção possa ter sido mostrar seu crescimento, o a progressão apressada minou a própria essência de sua personagemarruinando o melhor personagem do show.

Se adequa está disponível para transmissão na Netflix nos EUA

ASSISTA NO NETFLIX

About Keylo Amortola

Check Also

A amizade de Margaret Josephs e Jackie Goldschenider pode ser invencível Absoluciojona Noticias

A grande imagem Vários membros do elenco na 14ª temporada de As verdadeiras donas de …