O melhor par de ‘educação sexual’ não é romântico Absoluciojona Noticias

A grande imagem

  • Educação sexual explora a complexa relação mãe-filho entre Otis e Jean, desafiando as normas e mantendo uma linha de honestidade.
  • Apesar de alguns altos e baixos, a ocupação de Jean como terapeuta sexual tem sido importante para moldar e apoiar os empreendimentos de Otis.
  • Otis ganha um novo respeito por Jean e sua profissão, percebendo a importância de seu trabalho em ajudar outras pessoas a compreender a sexualidade.

Educação sexual é uma série repleta de duplas dinâmicas, mas talvez a melhor dupla de todas seja aquela que sempre termina ombro a ombro no mesmo sofá vermelho. Afinal, não haveria Otis Milburn (Asa Butterfield) sem o Dr.Gillian Anderson), o que significa que não haveria Educação sexual em tudo sem os dois. A maior parte da ação pode acontecer na escola de Otis, mas em casa – quando todos os outros na porta giratória da vida voltarem para deles respectivas vidas – são sempre apenas os dois.

A televisão tende a aprofundar as complexidades da relação mãe-filha, mas Educação sexual explora quão igualmente complexo pode ser o relacionamento entre mãe e filho. Afinal, nem toda criança tem uma mãe que é terapeuta sexual, e nem toda mãe é o Gillian Anderson, que é o que torna esta dupla tão viciante de assistir. Embora não tenhamos tanto tempo de tela com os dois quanto, digamos, com Otis e seu melhor amigo, Eric (Caro amigo), voltar para casa para cenas com Otis e Jean é sempre um refresco bem-vindo, o que é uma prova de sua química incrível e do fator geral de credibilidade entre eles. De cada suspiro irritado a cada abraço secretamente necessário, eles se sentem genuinamente como mãe e filho.


Uma relação mãe-filho como nenhuma outra

educação sexual-social
Imagem via Netflix

As relações mãe-filho são tão vastas quanto complicadas, e isso certamente não é exceção entre Otis e Jean. Embora Otis tenha ficado envergonhado em mais de algumas ocasiões no que diz respeito ao trabalho de sua mãe como terapeuta sexual, ela na verdade tem sido uma força incrivelmente importante em sua vida no que diz respeito a isso. Afinal, se não fosse pela ocupação de Jean e pela tendência de falar demais sobre isso, Otis nunca teria sido capaz de lançar sua quase carreira em aconselhamento sexual não oficial para alunos de sua escola. Embora esse empreendimento tenha tido seus altos e baixos, ele permitiu que Otis entrasse no mundo de Jean, algo de que ele tentou se manter afastado depois de ter que suportar muitas conversas sobre sexualidade com sua mãe ao longo dos anos.

Muitos relacionamentos mãe-filho acabam com algumas barreiras importantes em ambas as extremidades, mas para Otis e Jean, não existem barreiras, o que certamente serviu como negativo para Otis em mais de uma ocasião. No geral, o relacionamento deles desafia todas as normas que já aprendemos sobre o relacionamento entre pais e filhos, independentemente do gênero, e embora a falta de espaço pessoal tenha saído pela culatra algumas vezes, mantém uma linha de honestidade aberta entre Otis e Jean em todos os momentos. . Claro, Otis definitivamente descobriu algumas maneiras de controlar os olhares indiscretos de Jean ao longo das quatro temporadas de Educação sexualmas até ele percebeu que os olhos dela nunca estavam realmente tentando intrometer-se: estavam apenas tentando entendê-lo completamente.

O problema de Jean é que ela nunca trataria Otis exatamente como um de seus outros pacientes, o que provavelmente era o que ele mais temia no que diz respeito ao relacionamento deles. Em vez de procurar mais informações sobre qualquer conflito que estivesse enfrentando no momento, Jean recostou-se e esperou que ele fosse até ela. Às vezes, Otis fez eventualmente veio até ela, mas às vezes ele não o fez – e isso estava tudo bem para Jean. Enquanto outro pai poderia querer forçar a informação do filho, Jean sempre priorizou a confiança de Otis nela (embora ela era conhecido por esgueirar-se pelo quarto algumas vezes, isso é praticamente um rito de passagem da mãe neste momento).

RELACIONADO: O melhor enredo da 4ª temporada de ‘Educação sexual’ também é o mais satisfatório

Depois de quatro temporadas, Otis ganha um novo respeito por Jean em ‘Sex Education’

educação sexual-temporada-4-otis-jean
Imagem via Netflix

Tendo vivido a maior parte de sua vida sujeito à abertura de sua mãe em relação à sexualidade, Otis estava ao mesmo tempo entorpecido e um pouco cansado de ouvir falar sobre o assunto. Porém, ao longo de todo esse tempo ouvindo, ele inconscientemente adquiriu um rico conhecimento sobre sexualidade, o que acabou ajudando a si mesmo e a seus colegas de escola. Por mais que Otis tenha guardado um pouco de ressentimento pelos anos de constrangimento que teve de suportar por causa da profissão de Jean, a segunda temporada de Educação sexual trouxe-lhe um pouco mais de respeito por sua mãe. Ao ajudar seus colegas de classe com seus problemas de sexualidade, Otis percebeu que o que Jean faz para viver é na verdade extremamente importante – não apenas alvo de uma piada.

A terceira temporada definitivamente trouxe uma mudança no relacionamento deles, pois foi revelado que Jean estava grávida, o que significa que Otis não seria o único filho em sua vida. Otis também pode testemunhar sua mãe ser uma mãe de fora olhando para dentro, e não o contrário, o que lhe dá uma nova apreciação de quanto trabalho é necessário para criar um filho. Com Otis indo para a faculdade em breve, porém, as coisas estão mudando um pouco para Jean, que estava prestes a ter um ninho vazio – isto é, até que inesperadamente engravidou. Com as coisas no ar com seu parceiro, Jakob (Mikael Persbrandt), é o dobro do estresse em Jean em quase todos os ângulos.

A quarta (e última) temporada de Educação sexual acabou de cair, e com isso veio a maior mudança no relacionamento de Otis e Jean, já que Otis está oficialmente cursando o Cavendish Sixth Form College, deixando Jean em casa com sua irmã mais nova. É realmente uma nova era para ambos os personagens, já que Otis e Jean estão entrando em capítulos completamente diferentes de suas vidas e, pela primeira vez, não são apenas os dois. E isso não é necessariamente uma coisa ruim, é apenas diferente do mundo ao qual eles se acostumaram nos últimos 18 anos. Apesar deste novo capítulo, eles ainda são os mesmos Otis e Jean que sempre conhecemos e, independentemente da idade de Otis, ele provavelmente nunca deixará de ficar um pouco envergonhado por sua mãe, e Jean nunca deixará de se importar. sobre seu filho.

About Keylo Amortola

Check Also

Mentor Disciple Entertainment de Shashank Khaitan e Trigger Happy Studios se unem para um acordo exclusivo para vários filmes Absoluciojona Noticias

A Trigger Happy Studios revelou recentemente uma visão ambiciosa, reforçada pelo apoio do peso pesado …